Terceira Idade ganha festa do Dia das Mães em Volta Redonda
15 de maio de 2018
Hospital São João Batista realiza Semana da Enfermagem
15 de maio de 2018

Caminhada em comemoração ao ‘Dia da Família’ acontece em Volta Redonda

A Secretaria de Ação Comunitária (Smac) realizou na manhã desta terça-feira, dia 15, uma caminhada que saiu da Praça Juarez Antunes, na Vila Santa Cecília, e percorreu algumas ruas do bairro, em comemoração ao ‘Dia Internacional da Família’. A ação teve como objetivo chamar a atenção da população e sensibilizar sobre as pessoas que vivem em situação de rua. Além da caminhada, uma ação com música e informações aconteceu embaixo da Biblioteca Municipal com a participação da Secretaria de Saúde (SMS), Secretaria de Políticas para Mulheres, Idosos e Direitos Humanos.

Segundo o secretário de Ação Comunitária, Marcus Vinícius Convençal, é muito importante sensibilizar a população sobre o trabalho realizado. “Esse trabalhado realizado pela Smac e a prefeitura é muito importante para a pessoa que vive em situação de rua. Nós tentamos reconstruir esses laços perdidos, toda a equipe está de parabéns por realização essa ação de assistência social para melhorar a vida dessas pessoas”, disse.

O projeto “Superação” que tem como propósito estimular e promover a inclusão da pessoa em situação de rua no mercado de trabalho participou da atividade também realizando uma apresentação de música. Para a secretária de Políticas para Mulheres, Idosos e Direitos Humanos, Dayse Penna, a participação da pasta é muito relevante para discutir as demandas e políticas públicas.

“A SMIDH trabalha através de políticas públicas consolidadas, e tratar desse assunto e atender as necessidades das pessoas em situação de rua é uma forma de trabalhar diretamente a garantia de direitos dessas pessoas. Dentro do contexto de rua temos também negros, mulheres, pessoas com necessidades especiais entre outras.”, enfatizou.

O prefeito Samuca Silva, enfatizou a realização do evento em um local de grande visibilidade da cidade. “É um assunto que nós da atual gestão estamos trabalhando. Sabemos da importância de se recuperar esses laços de cidadania e os direitos das pessoas em situação de rua. A SMAC através do Centro Pop e do Abrigo Seu Nadim realizam um trabalho muito relevante no acolhimento e garantia de direito dessas pessoas”, finalizou.

De acordo com Adeilson Santos Rodrigues, de 34 anos, que viveu na rua por 11 anos, dar oportunidade para as pessoas em situação de rua é indispensável para a inclusão social.

“Agora consegui um trabalho, consigo comprar as coisas e viver de uma forma melhor. Hoje consigo ser respeitado e visto pela sociedade, estou estudando também, e consegui ser inserido graças aos serviços do Centro Pop e do Abrigo Seu Nadir. Tive também a ajuda de profissionais que puderam me ajudar a sair daquela situação”, disse.

A cidade de Volta Redonda conta com um Comitê Municipal Intersecretarial de Acompanhamento e Monitoramento da Política Nacional para a População em Situação de Rua, para discutir e debater projetos que buscam a reinserção social dessas pessoas.  Segundo Regina Di Stasio, coordenadora do comitê como sociedade civil, é essencial sensibilizar a sociedade sobre o assunto.

“Muitas pessoas acham que é uma escolha estar nas ruas, mas não é verdade. Essas pessoas que vivem em situação de rua perderam seus direitos fundamentais, e não são enxergados pela sociedade. Temos que sensibilizar a população sobre esse tema”, contou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *