Samuca discute propostas para o desenvolvimento de Volta Redonda
9 de agosto de 2018
Crianças e adolescentes participam de oficinas de música e dinâmicas em grupo
9 de agosto de 2018

VR promove encontro para discutir Saúde da Criança e do Adolescente

Oficina contou com representantes da Atenção Básica e redes de média e alta complexidade da Saúde

Uma oficina sobre a Saúde da Criança e do Adolescente foi realizada nesta quinta-feira, dia 09, no auditório UniFOA Aterrado. O encontro, inédito no município, contou com a presença de representantes da Atenção Básica e redes de Alta e Média complexidade da Saúde e teve como objetivo discutir toda a Linha de Cuidado da Criança, desde o nascimento até a adolescência. Estavam representados a Maternidade do HSJB, a Atenção Básica, o Centro Especializado de Reabilitação Física (CER), as especialidades pediátricas e os hospitais e representantes da pediatria da UniFOA.

A diretora do departamento de Planejamento da secretaria municipal de Saúde, Marina Marinho, contou que o encontro com essa equipe de profissionais é muito importante. “A gente está abrindo um diálogo para trabalhar melhor a rede de Atenção da Criança e Adolescente”, comentou Marina. A pediatra e funcionária do departamento, Adriana Braga, complementou dizendo que “é muito importante trazer pra discussão os três níveis de atenção à saúde da criança e do adolescente para gente poder promover a integralidade do cuidado”, contou.

De acordo com o secretário de Saúde de Volta Redonda, Alfredo Peixoto, essa oficina tem como grande objetivo trazer todos os atores para uma discussão em conjunto. “Foi apresentado para discussão todos os indicadores relevantes para saúde da criança e do adolescente e é uma oportunidade para que todos os profissionais envolvidos analisem e discutam esses indicadores. Esse é o início da formulação de um grande plano de ação de adequação para atendermos melhor esse público”, disse Alfredo.

A pediatra da rede e professora da UniFOA, Márcia Cardoso, falou que essa é uma iniciativa muito boa, que não tinha no município. “Quando a gente reúne esses variados atores, a gente consegue pensar melhor quais são as estratégias para intervir na saúde da criança e do adolescente no município. Esse é um primeiro passo que vão gerar muitos frutos positivos”, afirmou Márcia.

Para o prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, esse é mais um investimento na melhora na saúde no município. “Todas as ações da secretaria estão voltadas para garantir uma saúde de excelência para os moradores de Volta Redonda. Essa é a nossa prioridade”, frisou Samuca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *