SMIDH recebe nova exposição “À Flor da Pele”
13 de setembro de 2018
Policia apreende arma e drogas no Morro do Querosene, em Dorândia
13 de setembro de 2018

Campanha Antirrábica nas áreas rurais de BM vacina mais de 3,8 mil animais

Nos dois últimos finais de semana de setembro será a vez de a população urbana vacinar seus cães e gatos contra a raiva

A Secretaria de Saúde de Barra Mansa, por meio da Coordenadoria de Vigilância em Saúde Ambiental, encerrou este mês a primeira etapa da campanha de vacinação antirrábica animal realizada nas áreas rurais e distritos. Durante o mês de agosto e início de setembro, foram vacinados mais de 3,8 mil cães e gatos contra a raiva. Nos dois últimos finais de semana de setembro, será a vez de a população urbana levar os animais para se imunizar.

De acordo com o coordenador de Vigilância em Saúde Ambiental, Antônio Marcos, a vacinação foi ministrada nos distritos e áreas rurais, começando pelo distrito de Rialto e seguindo para Floriano, Amparo, Santa Rita de Cássia, Antônio Rocha, Ataulfo de Paiva, KM 4 e São Genaro. “Foi feita a busca ativa em propriedades, fazendas e casas distantes da área central dos distritos como forma de conseguirmos alcançar nosso objetivo, de imunizar o máximo de animais da zona rural”.

Agora, será o momento dos moradores da zona urbana do município levar seus cães e gatos para serem vacinados contra a raiva animal. Essa segunda etapa acontecerá nos dias 22, 23, 29 e 30 de setembro em pontos móveis e fixos, que serão em unidades de saúde e escolas. “A raiva é uma doença viral, quase sempre letal, que é transmitida por sangue ou saliva de animais contaminados, normalmente através de mordida de cães e gatos. Por isso, é importante que os proprietários desses animais domésticos os protejam através da vacina”.

Devem ser vacinados cães e gatos a partir dos quatro meses de idade, com exceção das fêmeas prenhes ou que estejam amamentando. “A vacina é inteiramente gratuita e o material utilizado é de ótima qualidade fornecido pela Secretaria de Estado de Saúde, aplicada por profissionais treinados”, completou, dizendo que a contenção do animal é de responsabilidade do dono.

Os moradores das áreas rurais e distritos que não conseguiram imunizar os animais ou não foram contemplados com a visita dos veterinários da Vigilância em Saúde Ambiental podem vacinar os animais nessa segunda etapa ou buscarem a vacina na Coordenadoria de Vigilância em Saúde Ambiental situada à Rua Getúlio Borges Rodrigues, 210, no bairro Boa Sorte, de segunda a sexta-feira, de 8 às 17 horas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *