Horário dos parquímetros foi estendido nesse final de ano, em Volta Redonda
21 de dezembro de 2018
Veículos pesados terão regras para circular em Volta Redonda
21 de dezembro de 2018

Secretaria municipal de Cultura faz balanço das atividades de 2018

Volta Redonda elegeu Conselho Municipal de Cultura para trabalhar leis de incentivo a Cultura e garantir espaço público aos artistas

Além de aprovar e publicar edital de ocupação dos centros culturais, fazer o Chamamento dos Artistas para os eventos que estão no calendário oficial do município, a secretaria de Cultura de Volta Redonda trabalhou em conferências de Cultura para a eleição do Conselho Municipal de Cultura e investiu numa política de incentivo e desenvolvimento das atividades culturais da cidade, de forma transparente e democrática.

Entre essas ações, estão o crescimento do mercado para os artesãos, através do Programa Municipal de Artesanato, que agora têm vários espaços públicos centrais, para mostrar os seus trabalhos como na Praça Rotary, debaixo da Biblioteca Municipal; na Praça Brasil, na Vila  Santa Cecília; na entrada do Zoológico Municipal; e na Praça Sávio Gama, em frente a sede da prefeitura, no bairro Aterrado.

A secretaria municipal de Cultura esteve presente em todas as edições do projeto Rua de Compras, nos principais centros comerciais. Trabalhou firme na organização do Carnaval de Rua, auxiliando os 21 blocos a conquistar o apoio legal para os desfiles de rua.

A Feira da Cultura Nerd, que levou mais de 30 mil pessoas na Ilha São João, nos três dias da festa. O projeto ‘Escola Tem Cultura’, foi realizado nos cinco colégios da FEVRE (Fundação Educacional de Volta Redonda). Já o ‘Inverno Cultural’, aconteceu em parceria com a Fundação CSN, e contou com teatro, literatura, exposição de artes, o show da cantora Tiê na Praça Brasil, palestras nas escolas.

SMC trouxe o Encontro Nacional de Teatro de Bonecos de Rua, com apoio da Associação Brasileira de Teatro de Bonecos, que participaram do aniversário da cidade em julho, na praça Rotary, na Vila. Outras atividades culturais importantes foram a criação do Prêmio Dandara e Zumbi dos Palmares, que premiou homens e mulheres, em 10 categorias. O troféu foi criado pelo artista plástico Paulo Campos.

A exposição ‘Martin Luther King, Legado e Inspiração’, sobre o maior líder pelos direitos civis da população negra americana, em parceria com o consulado dos EUA, no Memorial Zumbi, atraiu um público muito grande.

O Memorial Zumbi dos Palmares, e o Espaço das Artes Zélia Arbex, centros culturais do município, foram os palcos de várias atividades.  Entre estas, a  II Semana do Povo Preto, em parceria com o SESC Rio e Coletivo Kekerê, no mês da Consciência Negra, além do apoio em diversos eventos.

Para o próximo ano uma das metas é a retomada da exposição com as peças originais do ex-presidente da República, Getúlio Vargas, cujo acervo está guardado na Biblioteca. Outras conquistas culturais previstas são o Museu da Inovação Tecnológica, o Museu Atílio Correa Lima contando a construção da cidade com as obras da Vila Operária e Carnaval 2019, organizado pela Cultura, terá a participação do Bloco da Vida, que homenageia a terceira idade.

 

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *