Defesa Civil de Volta Redonda interdita a Rua Érica Berbet em Três Poços
24 de janeiro de 2019
Prefeitura de Quatis abre inscrições para novas turmas do projeto de dança
24 de janeiro de 2019

Hospital de Emergência ganha nova subestação de energia

Expansão de fornecimento traz maior segurança aos atendimentos

A Prefeitura de Resende entrou em fase de conclusão dos trabalhos que permitirão aumentar a capacidade de fornecimento de energia no Hospital Municipal de Emergência Henrique Sérgio Gregori. Para que isso aconteça, a subestação de energia antiga está sendo recuperada e uma nova instalada. De acordo com a Secretaria de Obras e Serviços Públicos, o projeto deve ser concluído no final de fevereiro.

Ainda conforme dados da Secretaria de Obras, o aumento da capacidade de distribuição de energia passa pela restauração da antiga subestação – que sofreu um incêndio em 2017 e ficou deteriorada. Ela estava em operação desde 1994, quando o hospital foi inaugurado. O projeto contempla ainda as adequações necessárias para o funcionamento de novos aparelhos de ar-condicionado, médicos e de lavanderia, além de vislumbrar uma futura ampliação da unidade.

O hospital atende nove mil pacientes em média por mês e é referência em atendimentos emergenciais no Sul do Estado, mas contava com uma única subestação, que possuía capacidade de 600kVA (kilovoltamperes), e dois geradores para casos de urgência, com 150kVA e 180kVA cada um.

Agora, a unidade terá uma subestação nova, totalmente equipada, inclusive com cabine blindada para o controle de funcionamento. Desta forma, a antiga passará a ficar como reserva de fonte com a mesma capacidade. Cada subestação será movida por dois transformadores – sendo a unidade com potência de 300kVA. Atualmente, a unidade hospitalar necessita de 500kVA para permanecer em funcionamento.

Com a construção da nova subestação e a reestruturação da antiga, também foram necessárias readequações nos quadros para distribuição de energia do hospital, com sistema de proteção de aterramento voltado aos aparelhos. Os trabalhos envolvendo toda a estrutura, que obedecem aos parâmetros da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), contam com cabeamento, novos transformadores, quadros e disjuntores, pintura, equipamentos para a central de controle, entre outros.

A Secretaria de Obras aguarda a chegada dos novos transformadores bem como a entrega da manutenção dos antigos, que são feitos em empresas especializadas do ramo. Aproximadamente 90% dos quadros internos de distribuição de energia foram finalizados.

O prefeito Diogo Balieiro Diniz explicou que as novas instalações são necessárias para o pleno funcionamento do hospital, além de serem realizadas por medida de segurança. “Estamos empenhados para que o hospital, que é referência na região, esteja preparado para inovações e comporte a demanda com maior segurança. As fontes de energia são primordiais para que a unidade tenha condições de suprir qualquer eventualidade, pois existem aparelhos que jamais podem ser desligados. O progresso depende de reajustes e uma visão antecipada para o abrigo de novas tecnologias. O ambiente ainda precisa ser humanizado e trazer conforto para amenizar um pouco a dor dos pacientes. E para dar continuidade às adequações, o Programa Revitaliza Resende chegou ao Hospital de Emergência, nesta segunda-feira, dia 21. A população resendense merece poder contar com um espaço mais harmônico e acolhedor”, destacou.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *