Primeira creche 100% com tempo integral é inaugurada em Volta Redonda
12 de fevereiro de 2019
MPRJ, Defensoria e MPT realizam vistoria técnica no Ninho do Urubu
12 de fevereiro de 2019

Defesa Civil de Barra Mansa alerta para riscos de temporal nesta semana

Segundo o Cemaden, chuvas podem chegar a 150 mm, com rajadas de ventos de até 80 km/h na região Sul Fluminense; alerta da Defesa Civil vai de terça-feira a sábado; moradores devem redobrar atenção  

Um alerta repassado nesta terça-feira (12) pelo Cemaden (Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais) a Defesa Civil de Barra Mansa indica fortes chuvas com possibilidade de enxurradas e alagamentos no Centro-Sul do Estado Rio de Janeiro.  De acordo com a previsão, as chuvas devem ocorrer a partir da noite desta terça-feira e se estender até o próximo sábado.

As condições, segundo o coordenador da Defesa Civil de Barra Mansa, Sérgio Mendes, o Serginho Bombeiro, apontam para 150 mm de chuvas entre noite de terça-feira até o próximo sábado e ventos de até 80 km por hora. “Por medida de prevenção já fizemos contatos com todas as secretarias da prefeitura, deixando os setores de sobreaviso sobre eventuais riscos geo-hidrológicos. Também estamos alertando toda a população acerca da situação, principalmente os moradores de áreas de riscos, para que busquem  locais que ofereçam segurança”, ressaltou Sergio Mendes.

Em novembro de 2018, Barra Mansa decretou Estado de Alerta, medida de caráter preventivo, que se estende até o fim de março deste ano e envolve todos os setores da administração municipal, principalmente a Susesp (Superintendência de Obras e Serviços Públicos), o Saae (Serviço Autônomo de Água e Esgoto), as secretarias de Planejamento Urbano, Assistência Social e Direitos Humanos, Desenvolvimento Rural e a própria Defesa Civil.

O plano tem a finalidade de orientar a atuação dos órgãos municipais em situações de anormalidade que eventualmente venha ocorrer no município, a exemplo das fortes chuvas que caíram em 23 de dezembro passado e afetaram principalmente os bairros Nove de Abril e Boa Vista II, na  Região Leste.

Mediante os riscos, a Defesa Civil dá várias dicas sobre Medidas de Autoproteção.

ANTES do temporal:

  • Escolha um abrigo para a sua família;
  • Reduza os riscos do vento forte e chuva intensa, consolidando telhados, portas e janelas, fixando todos os objetos que possam ser levados pelo vento e limpando ralos e calhas da casa;
  • Combine com os seus familiares um local de encontro e um sistema de comunicação;

DURANTE o temporal

Em casa:

  • Permaneça em casa e saia somente em caso de absoluta necessidade;
  • Desligue da tomada todos os aparelhos elétricos e a antena da televisão;
  • Não use o telefone, pois pode ser atingido por choques graves e dolorosos;
  • Afaste-se de janelas, portas, fogões, radiadores, fornos, canos e todos os objetos metálicos;

Fora de casa:

  • Abrigue-se num edifício grande ou em qualquer outro imóvel, se possível, que seja protegido por para-raios;
  • Evite pequenos edifícios isolados, celeiros, telheiros tendas de campismo e automóveis descapotáveis;
  • Afaste-se dos objetos altos e não toque em postes elétricos ou telefônicos;
  • NUNCA permaneça perto da água, em chuveiro, rio, mar, cachoeira ou piscina;
  • Não caminhe por vales, cimo de colinas e campos abertos. As meias encostas são mais seguras;
  • Não ande de bicicleta e não transporte nem se aproxime de qualquer objeto metálico;
  • Não use guarda-chuva com cabo metálico;
  • Não se abrigue debaixo de árvores;
  • Não permaneça sobre o molhado;
  • Se não encontrar qualquer abrigo, reduza a sua altura agachando-se com as mãos sobre os joelhos;
  • Não se proteja do vento próximo de muros ou árvores.

DEPOIS do temporal

  • Beba sempre água fervida ou engarrafada;
  • Não interfira nas operações de socorro;
  • Dirija o automóvel com cautela e apenas se necessário;
  • Evite ribeiras até que tenha passado o risco de inundação.

Em caso de inundação

  • Apoie as crianças, os idosos e os deficientes;
  • Prepare-se para situações de deixar o imóvel. Tenha ao alcance das mãos algumas peças de roupas, documentos e medicamentos;
  • Desligue a água, o gás e a eletricidade;
  • Use o telefone só em caso de emergência;
  • Não caminhe descalço, nem saia de casa por curiosidade;
  • Não utilize o carro. Pode ser arrastado para buracos no pavimento ou até para fora da estrada;

. Evite contato com água de chuvas como prevenção a leptospirose;

  • Se tiver de andar através da água leve sempre um pedaço de madeira/ pau para manter o equilíbrio.
Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *