Volta Redonda inicia Semana da Luta Antimanicomial
13 de maio de 2019
Delegado e policiais civis são homenageados pela Câmara de Paraty
14 de maio de 2019

Secretaria de Ordem Pública interdita Casa Noturna no bairro Vila Nova

Reclamações de moradores foram fundamentais para comprovar que estabelecimento funcionava de maneira incorreta; Alvará concedido era para bar com musica ao vivo, no entanto, no local foi instalada uma boate

A Secretaria de Ordem Pública de Barra Mansa, por meio da Gerência de Posturas, interditou na manhã desta segunda-feira, dia 13, a Casa Noturna Mistureba, localizada na Rua Major José Bento, na Vila Nova. A operação teve como objetivo o cumprimento do Decreto da Lei de Contravenções Penais n° 3688/41 art. 42, que trata da perturbação do sossego alheio.

Na operação, os agentes de fiscalização detectaram que os responsáveis pelo estabelecimento estavam descumprindo as determinações expressas no Alvará de Funcionamento. É o que detalha o secretário de Ordem Pública, Luiz Furlani.

– Há cerca de dois anos, os responsáveis solicitaram licença para o funcionamento de um bar, com música ao vivo. No entanto, o estabelecimento vinha atuando como bar e boate, trazendo muitos incômodos aos moradores das imediações. Comprovado o desvio de finalidade, a Secretaria emitiu multa no valor de R$ 908,00, interditou o local e vai proceder com a cassação do Alvará – explicou Furlani.

 

O secretario disse ainda que qualquer cidadão pode enviar sua reclamação sobre a perturbação da ordem e o funcionamento irregular de bares e afins, através do telefone (24) 3322-7817, de  2° a 6° feira, das 8 às 17 horas. As operações são realizadas de maneira sistemática, visando garantir tranquilidade à população. “A função da prefeitura é orientar e fiscalizar os estabelecimentos no cumprimento das leis”, ressaltou o secretário.

GERÊNCIA DE POSTURA – O órgão atua na regularidade das atividades comerciais, industriais, prestação de serviços e ambulantes. Além da fiscalização rotineira em toda a cidade, opera por demanda de outros órgãos ou por solicitação dos cidadãos por meio de denúncia.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *