Profissionais de saúde de Volta Redonda são capacitados sobre fitoterápicos
25 de julho de 2019
Cidade de Mendes terá show de Julinho Marassi & Gutemberg
25 de julho de 2019

Volta Redonda promove Virada Cultural com 27 horas de programação

Primeira vez no interior do estado, diversidade cultural vai movimentar a sexta-feira e sábado(26 e 27)  com shows, dança, exposições e brinquedos

A Prefeitura de Volta Redonda, em parceria com o Gacemss (Grêmio Artístico Cultual Edmundo Macedo Soares e Silva) e Fundação CSN, realiza nesta sexta-feira e sábado, dias 26 e 27, a Virada Cultural com 27 horas direto de programação. O evento, que promove a diversidade cultural, faz parte das comemorações pelos 65 anos de Volta Redonda, completados no último dia 17 de julho.

A programação inclui shows com Julinho Palmares, Meninos do Batuque, Pedra Sonora, Sérgio Vieira, Pagode Gospel, Banda Municipal de Volta Redonda, trompetes do projeto Cidade da Música, além de Baile Charme. Ainda haverá apresentação do Jongo de Volta, exposição de arte, capoeira, show de talentos com estudantes da Fevre (Fundação Educacional de Volta Redonda), Folia de Reis Jornada Estrela Maior, entre outras atividades.

A Virada Cultural vai acontecer no Palco do Centro Cultural da Fundação CSN, no Memorial Zumbi dos Palmares e Teatro Gacemss, além da Praça Rotary. A entrada é franca.

A história de Volta Redonda, lembra Bandeirantes, Escravidão, Lavouras de Café e, “de repente” o então 8º Distrito de Barra Mansa sofre uma drástica mudança com o surgimento da maior Siderúrgica da América Latina, provocando uma intensa transformação imposta pela industrialização. Mudou-se rapidamente de uma cena rural para urbana, somando-se a isso grandes contingentes migratórios de mão de obra, oriundos sobretudo de Minas e Espírito Santo. Nesse caldeirão de diferentes credos, costumes, cores e sabores, forjado a muito suor, ferro e aço, nasceu a cidade de Volta Redonda, que completou este mês, 65 anos de emancipação, como o maior centro econômico do sul do estado fluminense.

Caldeirão Cultural

A Secretária municipal de Cultura, Aline Ribeiro, citou que a Virada Cultural de Volta Redonda, que acontece nos dias 26 e 27 de julho( sexta e sábado) será realizada no complexo Gacemss, Biblioteca Municipal Raul de Leoni e Memorial Zumbi dos Palmares na Vila Santa Cecília, que estarão ocupados com atrações multidisciplinares e ininterruptas, com o objetivo de atrair grande público da cidade e região. A participação é aberta.

“Pela primeira vez na história da cidade a Secretaria de Cultura, o GACEMSS e a Fundação CSN se unem para realizar juntos e de forma colaborativa quase 30 horas intensas de programação cultural. Queremos convidar a população a se apropriar dos espaços culturais por meio da arte, da música, da dança, das manifestações populares”, explica Aline Ribeiro, Secretária de Cultura.

O presidente do Gacemss, Paschoal Possidente, destacou a revolução cultural para Volta Redonda, com este momento especial.

“Este será um primeiro novo momento para a Cultura em nossa cidade e esperamos prolongar a parceria para a realização de muitos outros projetos e iniciativas semelhantes, que propiciem à comunidade oxigenação, experiência e intercâmbio, através de diálogos entre as diferentes linguagens e manifestações culturais da nossa região. Certos de que este é o início de um movimento no qual parceiros do setor público e do terceiro setor trabalhem em conjunto, com o objetivo de atender cada vez melhor as demandas da comunidade na qual estamos inseridos, promovendo crescimento cultural e qualidade de vida para todos”,

Marcellus Cavalcanti, um dos produtores da Virada, analisou o movimento cultural para a economia da cidade. “Acreditamos firmemente que a cultura de um país, de uma localidade pode ser a mola propulsora para o desenvolvimento econômico nos dias de hoje. Num momento histórico, onde o mundo está voltando a sua economia para os empreendimentos criativos, o movimento Virada Cultural prevê por exemplo, 10 mil pessoas gastando com transporte público. Some-se o consumo de alimentos e bebidas e chegaremos a uma previsão de movimentação, aproximadamente, 170 mil reais, em menos de 48 horas. Tudo isso move a economia na cidade”.

O prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, destacou as oportunidades que estão sendo oferecidas através da ampla programação cultural:

“Não somente nas grandes capitais e cidades do país, mas também o interior pode implementar e desenvolver as suas atividades culturais, com a Virada Cultural abrindo oportunidades para todos. O público pode participar e interagir com diversas atividades com dança, música e artes. E os artistas, poderão se apresentar diante de um grande público, conquistando os seus espaços”, comenta Samuca.

A coordenadora da Fundação CSN, Giane de Carvalho, falou da importância da realização da Virada Cultural. “Esta será uma Virada Cultural  marcada pela diversidade, com muitas tribos representadas: do samba ao gospel, passando pelo rap, funk e folia de reis. E, em diversas linguagens como literatura, teatro, dança, grafite, música e arte popular em geral. No lugar do ódio e do preconceito, a fraternidade e a convivência com a diferença. É a economia criativa fazendo a sua diferença!”, concluiu.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *