Jogos educativos e terceira idade: uma eficaz combinação
14 de agosto de 2019
Peça teatral ‘Os Saltimbancos’ será encenada no próximo sábado
14 de agosto de 2019

Meio Ambiente de BM apreende 15 espécies de pássaros em condição de maus tratos

De acordo com a Lei 9.605 de 1998, é crime manter animais silvestres sem a devida permissão da autoridade competente, sob a pena de detenção e multa

Um homem de 61 anos foi detido e encaminhado para a 90ª Delegacia de Polícia de Barra Mansa, na tarde da última terça-feira (13), após a Guarda Municipal Ambiental apreender consigo 15 espécies de pássaros não registrados, em sua propriedade, no bairro Jardim Central. Em seu quintal, os agentes ainda notaram que havia um ‘alçapão’ armado, pronto para capturar mais aves.

Na casa ao lado, outro flagrante foi feito. Seu vizinho também possuía uma grande quantidade de animais que estavam nas mesmas condições, os que não eram registrados tiveram a entrega voluntária.

O senhor foi mantido na delegacia para prestar depoimento e aguarda o parecer das autoridades. Caso seja indiciado, de acordo com o artigo 29 da Lei de número 9.605 de 1998, poderá pegar a pena de detenção de seis meses a um ano e multa.

O chefe de Divisão da Guarda Ambiental de Barra Mansa, Glécio Fabiano de Moura, participou da operação e disse que os animais apreendidos estavam em uma condição precária, tendo sido necessária a remoção imediata deles, para que pudessem ser alimentados e hidratados. “Quando chegamos, notamos a condição de maus tratos dos animais. O procedimento agora é tratar uma parte que ainda está frágil para depois encaminhá-la para o Centro de Triagem de Animais Silvestres, o Cetas, em Seropédica. Lá eles passarão por avaliações de saúde e, se preciso, um tratamento”, explicou Moura.

Dentre as espécies apreendidas foram encontradas aves do tipo coleiro baiano, coleiro papa-capim, trinca ferro, entre outros.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *