Polícia Militar “estoura” refinaria de drogas no bairro Vila Orlandélia
14 de fevereiro de 2020
Rodrigo Furtado confirma vinda de nova upa para Volta Redonda
14 de fevereiro de 2020

Obras vão garantir mais exames e cirurgias na Santa Casa de Resende 

Sala que guardava arquivos agora digitalizados vai abrigar espaço para exames ambulatoriais, endoscopia e colonoscopia 

A Nova Santa Casa de Resende passa por mais uma etapa de obras, para garantir melhorias e a ampliação dos atendimentos em áreas sensíveis da unidade. Nesta nova fase, o espaço destinado aos raios-X será revitalizado e o antigo arquivo vai dar lugar a uma sala exclusiva para realização de exames ambulatoriais, endoscopia e colonoscopia. Estes procedimentos atualmente são realizados no Centro Cirúrgico, que com essa mudança terá mais horários para atender casos de média e alta complexidade como cirurgia de cabeça e pescoço, cirurgias de otorrino e cirurgia geral.

Um detalhe importante: essa mudança só foi possível graça a digitalização dos antigos arquivos de papéis, que ocupavam a sala a ser reformada. As obras na Santa Casa tiveram início em 2017, contando ainda com uma reformulação administrativa e ajuste financeiro. Com isso, a unidade resgatou a credibilidade e também a confiança da população, que voltou a procurar atendimento no local.

“Com a reformulação do fluxo conseguiremos ampliar a oferta desses tipos de exames, considerado de extrema importância para o apoio ao diagnóstico de diversos tipos de câncer”, destacou o Prefeito Diogo Balieiro Diniz, que foi ver de perto o andamento dos trabalhos.

O secretário municipal de Saúde, Tande Vieira, ressaltou que a adequação do espaço vai aumentar a capacidade de atendimento público pelo SUS sem comprometer os demais serviços já oferecidos na unidade. Da mesma maneira, as obras são aprovadas pelos profissionais que atendem na Santa Casa. “Durante o procedimento, é possível visualizar as lesões e fazer a retirada de fragmentos, que são encaminhados à análise histopatológica (biópsia). Nas situações em que as lesões estão em estágio inicial, pode-se fazer a ressecção (retirada total da região afetada) por via endoscópica”, explicou diretor médico da Santa Casa, o gastroenterologista Cleber Goulart.

Segundo o médico, a Santa Casa tem realizado um trabalho intenso de humanização, visando a melhoria do serviço prestado ao paciente que busca tratamento especializado na instituição. Ele destacou que as ações envolvem a sensibilização por parte dos profissionais que trabalham com os pacientes, desde a acolhida e preparo, passando pelas orientações explicativas sobre os procedimentos adotados, até a alta com as orientações e retorno com resultado para o médico assistente.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *