Praça da Matriz é interditada em Barra Mansa
1 de abril de 2020
Sobe o número de casos de Coronavírus em Volta Redonda
1 de abril de 2020

CDL-VR e Aciap-VR, representando o Sicomércio-VR e Sipacon-SF, se reúnem com MP – Demissões de mais de 1,7 mil funcionários preocupam dirigentes

Volta Redonda inicia aulas online para alunos da rede municipal

Volta Redonda registra ao menos 1.759 demissões já confirmadas em apenas dez dias de fechamento

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Volta Redonda (CDL-VR), Gilson de Castro, e o da Aciap-VR (Associação Comercial, Industrial e Agropastorial de Volta Redonda), Luís Fernando Soares Cardoso, acompanhados de dois advogados, e representando ainda o Sindicato do Comércio Varejista de Volta Redonda (Sicomércio-VR), e Sipacon-SF (Sindicato das Indústrias de Panificação e Confeitaria do Sul Fluminense), participaram nesta manhã de uma videoconferência com os promotores de Tutela Coletiva do Ministério Público da Região Sul Fluminense Leonardo Kataoka, Carolina Nascimento, Vanessa Gonzalez e Natália Cortez, para, solicitar o adiantamento da data prevista para reabertura do comércio, de 06/04 para 03/04, conforme consta nos ofícios 01 e 02, de 2020, enviados à Prefeitura Municipal de Volta Redonda.

Durante a reunião virtual, que durou cerca de 50 minutos, as entidades apresentaram a atual situação do comércio por conta quarentena do novo coronavírus, que já registra desemprego, com ao menos 1.759 demissões já confirmadas em apenas dez dias de fechamento, além de mais de 4 mil funcionários em férias, porém, sem perspectiva de retorno desses trabalhadores aos seus postos de trabalho.
Também foi registrado que mais de 80% dos associados são micro e pequenas empresas, com até dez funcionários, que não dispõem de recursos para o cumprimento de suas obrigações financeiras, em especial, a folha de pagamento de seus colaboradores.
Segundo as entidades, o Ministério Público se comprometeu em realizar uma reunião interna ainda hoje entre seus membros e amanhã uma outra com o prefeito de Volta Redonda. Samuca Silva, para decidir sobre a flexibilização e antecipação da reabertura do comércio.
As instituições esperam por um desfecho positivo para a reabertura mantendo as medidas de prevenção já adotadas pelo comércio, conforme orientação do Ministério da Saúde, quanto, protegendo tanto a saúde da população quanto da economia, de forma para definir esta questão.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *