Pedágio da via Dutra terá novo valor a partir do dia 27 de fevereiro
25 de fevereiro de 2021
Volta Redonda recebe 3 mil doses da vacina Oxford/AstraZeneca e abre vacinação para idosos de 87 a 84 anos
25 de fevereiro de 2021

Volta Redonda se prepara para receber o ‘Mulheres de Aço’

Programa visa incentivar o protagonismo feminino no desenvolvimento de técnicas corporais

A Secretaria de Esporte e Lazer (SMEL) de Volta Redonda se prepara para iniciar as atividades do programa “Mulheres de Aço”, em parceria com o Governo Federal. O projeto consiste no desenvolvimento de técnicas corporais que visam à prevenção e o enfrentamento contra a violência, por meio de atividades coordenadas pela SMEL.

O anúncio foi feito na terça-feira, dia 23, durante a visita da ex-lutadora de MMA e campeã mundial de jiu-jítsu, Érica Paes, à cidade. A atleta foi recebida pelo prefeito Antonio Francisco Neto, que frisou a importância de uma rede de ações voltadas para autonomia da mulher na prevenção da violência.

“Fico feliz com essa nova iniciativa voltada para as mulheres do nosso município. Nós queremos ser pioneiros nos projetos de assistência à mulher como sempre fizemos. A nossa Secretaria de Atendimento à Mulher realiza ações desde a prevenção até a assistência integral em caso de vítimas de violência. Ter agora a possibilidade de aliar o esporte a esses serviços já prestados é para nós motivo de alegria”, disse o prefeito, ressaltando que Volta Redonda foi a primeira cidade da região a ter uma Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher (Deam).

A secretária da pasta, Rose Vilela, explicou que o programa é mais do que a prática da defesa pessoal. “O programa não é só de lutas. Na verdade, usa os professores de luta com uma técnica muito voltada para o protagonismo da mulher, para que não se sinta inferiorizada e perceba uma série de situações para não deixar chegar até o ponto, realmente, do confronto corporal”, enfatizou Rose.

As aulas serão oferecidas em polos nos bairros da cidade. O próximo passo será a definição dos locais a receberem as ações. A intenção é iniciar as atividades nos próximos meses. Érica Paes ressaltou que sempre acompanhou a vocação para o esporte em Volta Redonda e como essa junção pode devolver a dignidade à mulher. “Muitas mulheres, por falta de oportunidade, acabam permanecendo num relacionamento abusivo e violento. Falta independência e autonomia. Fico feliz em ver o empenho do prefeito em combater as formas de violência contra a mulher no município, utilizando o esporte para salvar e mudar vidas”, destacou a ex-atleta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *