Família de Volta Redonda está em busca de mulher desaparecida
23 de outubro de 2022
Morre motociclista que se envolveu em acidente em Angra
23 de outubro de 2022


Roberto Jefferson resiste à mandado de prisão com tiros

Policiais Federais, em cumprimento ao mandado de prisão determinado pelo ministro Alexandre de Moraes (STF), no começo da tarde deste domingo, foram recebidos a tiros pelo ex-deputado Roberto Jefferson. A ação ocorreu na cidade de Levy Gasparian.

O ex-deputado reagiu à abordagem e atirou. De acordo com as primeiras informações, dois policiais ficaram feridos. Eles foram atendidos em um hospital e já foram liberados. A suspeita é que tenham se ferido por estilhaços.

O mandado de prisão se deu um dia após o ex-deputado xingar a ministra  Carmen Lúcia, em vídeo publicado por sua filha, Cristiane Brasil, em redes sociais.

“Eu não vou me entregar. Eu não vou me entregar porque acho um absurdo. Chega, me cansei de ser vítima de arbítrio, de abuso. Infelizmente, eu vou enfrentá-los”, diz Roberto Jefferson em vídeo gravado dentro da casa do próprio ex-deputado.

Fontes da Polícia Federal informaram que foram detonadas três granadas e disparados dois tiros de fuzil.

Agentes do Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar foram ao local para negociar uma rendição que ainda não foi confirmada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *