Vídeo registra grave acidente entre carros e moto em Três Rios
4 de dezembro de 2023
Motorista é preso após ser flagrado dando ‘cavalo de pau’ em rodovia de Volta Redonda
4 de dezembro de 2023


Homem é preso em Barra do Piraí após agredir e ameaçar companheira grávida

Crimes revelam histórico de violência doméstica e tentativas de intimidação para evitar denúncia à polícia

Um homem de 27 anos foi preso em flagrante, no último fim de semana, no bairro Matadouro, em Barra do Piraí, suspeito de agredir com socos e ameaçar de morte sua companheira, uma mulher de 34 anos, que está grávida de três meses de um filho dele. O caso foi registrado pelo delegado titular da 88ª DP, Antonio Furtado.

A vítima, em depoimento à polícia, relatou que a convivência com o esposo tornou-se insustentável, destacando que ele se altera facilmente, proferindo xingamentos, humilhações e constrangimentos, resultando em prejuízos à sua saúde psicológica. Ela revelou que não é a primeira vez que sofre agressões, incluindo puxões de cabelo e no braço, embora episódios anteriores não tenham sido comunicados às autoridades. Mesmo diante das manifestações violentas, a mulher tentou se separar anteriormente, mas decidiu reatar o relacionamento.

No sábado, dia 02, durante uma visita à mãe do agressor no bairro Nossa Senhora de Santana, o homem deu um puxão no cabelo da vítima sem motivo, sendo repreendido pela própria mãe. Ao retornarem para casa, no bairro Vila Helena, uma discussão se iniciou, resultando em uma nova agressão à mulher, que sofreu tapas e socos no rosto.

Ao ser informado pela vítima de que a agressão seria denunciada, o homem ameaçou-a dizendo: “eu vou acabar com sua raça e da sua família”. Na companhia de uma amiga, ela foi à delegacia. O agressor, numa tentativa de intimidação, chegou a se aproximar da unidade policial. Alertados pela situação, policiais civis localizaram o suspeito cerca de 500 metros do local.

Ao prestar depoimento, o agressor tentou modificar a versão dos fatos, buscando influenciar a narrativa da vítima. No entanto, a mulher manteve sua versão original e solicitou uma medida protetiva. Ele segue preso e responderá pelos crimes de violência doméstica com lesão corporal, violência psicológica e injúria. As penas somadas podem chegar a seis anos e seis meses de prisão. Hoje, dia 04, ele será encaminhado a Volta Redonda, onde será submetido à audiência de custódia.

-Destaco a importância de enfrentar a violência doméstica e reitero o nosso compromisso em garantir a segurança das vítimas. É fundamental denunciar e romper o ciclo de violência. Nossa equipe está empenhada em garantir a proteção das vítimas e responsabilizar os agressores conforme a lei. Fica aqui um conselho às mulheres que podem estar passando por situações semelhantes. Não tenham medo de denunciar, não acreditem em falsas promessas. Pois, na maioria das vezes, é uma tentativa de intimidação para que o fato não seja levado ao conhecimento da polícia. Peça ajuda e conte conosco – concluiu.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *