VR: Homem apontado como gerente do tráfico no bairro Coqueiros é preso com arma e drogas
20 de fevereiro de 2024
Receita alerta microempreendedor sobre erro na declaração anual
20 de fevereiro de 2024


Câmara de Volta Redonda aprova projeto de Renan Cury que facilita fiscalização contra a dengue

A Câmara Municipal de Volta Redonda aprovou na noite da segunda-feira (19), em regime de urgência e preferência, um projeto de lei de autoria do vereador Renan Cury, que institui o Programa de Monitoramento Aéreo de Focos de Dengue no município de Volta Redonda.

O Programa de Monitoramento Aéreo de Focos de Dengue tem como objetivo principal utilizar drones para identificar possíveis focos de reprodução do mosquito Aedes Aegypti em terrenos do município. Na utilização de ações de combate à dengue, o equipamento deverá identificar possíveis criadouros do mosquito em locais onde não seja permitida qualquer visualização aos agentes de controle, tais como, entre outros: terrenos com frente murada, imóveis abandonados e imóveis sem moradores.

Renan Cury explicou que o projeto, que segue para sanção do prefeito Antônio Francisco Neto, é muito importante pra saúde dos munícipes da cidade: “A utilização dos drones ajudará a prefeitura a fiscalizar seus próprios terrenos. Quanto aos terrenos privados, após a localização dos criadouros do Aedes Aegypti pelos drones, o proprietário do imóvel será identificado e intimado a realizar as adequações necessárias para eliminar o risco de reprodução do mosquito. Dengue mata e facilitar a fiscalização contra ela é importante pra saúde dos moradores de Volta Redonda”, disse.

O programa ainda estende a utilização de Drones para verificação de terrenos com mato alto, obras irregulares e terrenos que sejam utilizados pra atividades ilícitas.

“Projetos como esse, são necessários para os tempos atuais e serão cada vez mais presentes no futuro. Precisamos utilizar a tecnologia pra ajudar a vida das pessoas. Agradeço aos meus colegas vereadores que entenderam a importância e me ajudaram a aprová-lo com aprovação unânime”, finalizou Renan Cury.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *