Mulher denuncia racismo contra filho em Volta Redonda
28 de fevereiro de 2024
Operação Foco apreende meia tonelada de bonés falsificados na Dutra, em Itatiaia
28 de fevereiro de 2024


Projeto ‘Mulheres Mãos à Obra’ inicia cursos da construção civil para as mulheres de Volta Redonda

Capacitações gratuitas preparam alunas para o mercado de trabalho

A Secretaria Municipal de Políticas para Mulheres e Direitos Humanos (SMDH), iniciou nesta semana as aulas do projeto “Mulheres Mãos à Obra”, em parceria com a Fevre (Fundação Educacional de Volta Redonda), o Gegov (Gabinete de Estratégia Governamental), a Smas (Secretaria Municipal de Assistência Social) e a Fundação Beatriz Gama (FBG).

O “Mulheres Mãos à Obra” capacita o público feminino de Volta Redonda nos cursos gratuitos da construção civil. As aulas iniciais foram programadas para a parte da manhã (8h), à tarde (13h) e à noite (18h). A conclusão dos cursos é de aproximadamente quatro meses.

A prefeitura garante ainda o transporte, lanche, uniforme, Equipamento de Proteção Individual (EPI), cadernos e todo material que é usado durante o aprendizado, além das ferramentas necessárias para as aulas práticas.

As alunas serão diplomadas ao final dos cursos, com certificados de eletricista predial, pedreira de alvenaria, pedreira de acabamento e revestimento predial, bombeira hidráulica predial, pintura predial, curso básico de solda com eletrodo revestido, corte de oxiacetilênico e operadora de esmerilhadeira, totalizando 287 horas/aulas e 82 dias corridos de aprendizagem.

Além dos professores dos cursos, estiveram presentes a assessora da SMDH, Kátia Theobaldo, e a secretária municipal Glória Amorim, que deu boas-vindas às estudantes e se colocou à disposição para ajudá-las nas dificuldades que possam encontrar durante a formação.

“Nós teremos rodas de conversas e palestras com psicólogas, assistente social e advogadas auxiliando vocês. Os cursos são de excelente qualidade e oferecemos toda a infraestrutura necessária para que estudem e saiam profissionais prontas para o mercado de trabalho ou para empreender. Aproveitem e tirem o máximo dos cursos e dos professores, que são dedicados e querem o melhor para todas vocês. Muitas empresas da região querem as profissionais que estamos capacitando”, enfatizou Glória Amorim.

Alunas falam sobre expectativas com as capacitações

O diretor do Centro de Qualificação Profissional (CQP) Aristides de Souza Moreira – localizado no bairro Aero Clube –, Eiji Yamashita, incentivou as estudantes a vencerem os desafios com os estudos para melhorar a própria vida.

“Vocês estão aqui para adquirir novos conhecimentos, para aprenderem novas habilidades e enfrentar um mundo desconhecido para a maioria. Portanto, estudem, dediquem-se integralmente e percam o medo de errar. Deem uma nova chance a si mesmas e aprendam a usar esta nova arte de pensar e realizar as funções de pintar um ambiente, rebocar uma parede, ou de soldar, ou de assentar uma cerâmica ou de ligar um chuveiro. Simplesmente aprendam e sejam as melhores, pois o mercado de trabalho é exigente. O seu projeto de vida é exigente e façam o melhor”, afirmou Eiji Yamashita.

Fernanda Ferreira da Silva, 41, moradora do Santo Agostinho, vai estudar pintura predial e os treinamentos de bombeira hidráulica e pedreira de alvenaria.

“Esses cursos vão me ajudar a dar um novo rumo na minha vida, a buscar as coisas que eu quero, porque somos muito detalhistas para fazer melhor que os homens”, comparou Fernanda.

A jovem Fernanda Baptista, 21, moradora da Vila Santa Cecília, formada em eletromecânica e cursando o 5º período de Arquitetura em universidade particular, escolheu o curso de eletricidade predial.

“A construção civil está crescendo, é um mercado em expansão e oferece oportunidades para os homens e nós mulheres. A mulher pode onde ela quiser, e tive maior apoio dos meus pais para me matricular. É mais conhecimento que terei e não poderia perder esta oportunidade da prefeitura que tem tudo a ver com o que já estudei”, garantiu Fernanda. Fotos de divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *