Policiais civis prendem suspeito de tentativa de estupro em Angra
26 de fevereiro de 2020
Rodoviária de Volta Redonda deve receber cerca de 10 mil pessoas após o feriado
26 de fevereiro de 2020

Desfile do Bloco da Vida animou foliões na Vila Santa Cecília

Bloco, com mais de 600 componentes, volta a desfilar no dia 7 de março

Quem passou pela Vila Santa Cecília na noite de terça-feira de Carnaval, dia 25, para assistir o Bloco da Vida, ficou encantado com o desfile. Nem a chuva atrapalhou a alegria e a animação dos integrantes da Terceira Idade de Volta Redonda. Os foliões tomaram a Rua 14, esbanjaram carisma e mostraram muito samba no pé com o samba-enredo “Do Alto a Terra é Azul”, cujo tema central é o meio ambiente. No dia 7 de março, também na Vila Santa Cecília, o bloco repete o desfile.

O prefeito Samuca Silva destacou que todo o carnaval do Bloco da Vida foi preparado com muito carinho. “As fantasias, os carros e cada detalhe foi feito com muito cuidado para que a terceira idade fizesse bonito no desfile. Eles vão para a rua com garra e alegria e nós não poderíamos deixar de ter esse carinho e dar esse apoio a eles”, disse o prefeito.

Esse ano o Bloco da Vida desfilou com mais de 600 foliões e 46 ritmistas com idade entre 50 e 90 anos, sendo que 90% pertencem a terceira idade. De acordo com a Guarda Municipal, pelo menos 5 mil pessoas assistiram à apresentação. No próximo dia 07 de março, sábado, eles desfilam novamente.

Dona Maria Aparecida Guimarães, de 62 anos, moradora do bairro Ponte Alta, fez parte da Comissão de Frente neste ano. “Saber que vamos nos divertir e ainda conscientizar a população sobre o cuidado com o meio ambiente é sensacional. Vai chegando janeiro o coração vai acelerando”, disse a passista.

Quem também fazia parte da Comissão de Frente era a dona Dolores Domingas da Rocha, de 67 anos, moradora do bairro Volta Grande III. Ela disse que sair do Bloco da Vida é reviver. “Desfilar para mim é renascer, é realizar sonhos. Quando a gente é mais nova, muitas vezes, temos desejos que não conseguimos realizar pela rotina do dia-a-dia. Agora com os filhos criados tenho mais tempo para mim. Desfilei com sorriso nos lábios”, disse a aposentada.

João Batista de Almeida, de 73 anos, morador do bairro Volta Grande, há quatro anos é Mestre Sala do Bloco da Vida. “Saber que minha idade não me impede de ser feliz e de realizar sonhos é muito bom. Hoje é um dia de festa e alegria”, disse emocionado.

Sônia de Oliveira, que foi prestigiar a avó, era só elogios à segurança do evento. “É um dia para comemorar com a família. Ver minha avó feliz não tem preço. É um desfile lindo. E tudo isso com muita tranqüilidade de segurança. Foi uma pena a chuva ter caído logo que começou o desfile. Mas isso não tirou a beleza do bloco, pelo contrário. Ver que eles continuaram o desfile foi muito emocionante”, disse.

Para a coordenadora do Bloco da Vida, Fátima Martins, mais uma vez o desfile foi um sucesso e o objetivo foi conquistado. “Trabalhamos o ano todo para tudo saia perfeito. Mais uma vez eles fizeram bonito. Terceira idade, Bloco da Vida e Carnaval é um conjunto que sempre dá certo e encanta o publico que assiste. É preciso dizer também que temos passistas da melhor qualidade. Foi um sucesso”, comemorou a coordenadora.

Aline Ribeiro, secretária de Cultura, comentou sobre a dedicação do governo Samuca para que o bloco fosse para a rua. “Mais que um bloco de carnaval, o Bloco da Vida é um programa de promoção de saúde, bem-estar, cultura e lazer para a melhor idade. Para isso, várias secretarias se empenham e dão a base para que o desfile seja realizado. O resultado é essa maravilha que vimos”, disse a secretária.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *