Fotógrafo profissional e funcionária pública vencem o concurso “Um Olhar Sobre Quatis”
14 de dezembro de 2019
Homem é assassinado a facadas no bairro Água Limpa
15 de dezembro de 2019

Alunos do Colégio Marcello Drable visitam exposição de Clécio Penedo no Rio

Passeio incluiu visitas ao centro histórico da cidade e ao Museu da República

Os alunos do Colégio Municipal Prefeito Marcello Drable tiveram um dia especial no Rio de Janeiro, nesta quinta-feira (12). Os estudantes que se destacaram durante o ano letivo foram selecionados para um passeio à exposição do artista Clécio Penedo e a lugares históricos da cidade.

O grupo iniciou o passeio com a exposição “Clécio Penedo: És Tupi do Brasil”, no Museu Nacional de Belas Artes/Ibram. Durante a visita, a viúva do artista, Antonieta Millem Penedo, explicou as obras aos alunos, mostrando as denúncias sobre a influência estrangeira no Brasil e a intervenção na cultura indígena, temas recorrentes em gravuras e telas.

A exposição marca os 85 anos do pintor, gravador, desenhista e professor, apresentando três décadas de artes, com 60 obras produzidas de 1970 até os anos 2000. Esta é a primeira vez que a gravura Urubatã é exposta. Clécio Penedo é conhecido como expoente cultural de Barra Mansa, cidade que adotou para viver desde criança.

Antonieta Millem Penedo falou sobre a importância de a juventude barra-mansense conhecer as obras e história de Clécio. “Isso é um trabalho atual, é sobre o que está se falando hoje. Percebo a reflexão que a arte do Clécio causa nas crianças e adolescentes. Ele tinha uma paixão e preocupação com os jovens. Ele sonhava com um local onde as obras ficassem à disposição para que os jovens fizessem pesquisas”, informou Antonieta.

Após o Museu Nacional de Belas Artes/Ibram, o grupo seguiu passeio pelo centro da cidade, em locais do período imperial. O professor de História Paulo Roberto apresentou temas que serão estudados pelo aluno no próximo ano. A excursão terminou com um tour guiado pelo mestre no Museu da República.

A diretora da unidade de ensino, Alessandra Carvalho Schettini de Oliveira, explicou a escolha  do roteiro. “Esse é o terceiro ano que promovemos uma gratificação aos alunos destaques. A gente procura um roteiro que seja cultural para que eles adquiram conhecimento e que permita rever algum assunto dado em classe ou até um tema que eles irão aprender no próximo ano letivo”, destacou a diretora.

Alessandra ainda disse que a escolha dos alunos destaques segue um critério justo e que o passeio conta com o apoio dos professores.  “A escolha não envolve só os resultados com as notas. São estudantes também são indicados em conselho de classe. Eles são avaliados durante os quatro bimestres, mostrando destaque em alguns quesitos, como solidariedade, assiduidade, dedicação, superação, entre outros. Para que a viagem pudesse acontecer, dez professores apadrinharam alguns alunos”, informou.

Uma das alunas destaques do 7° ano, Talita Quintiliano da Silva, de 13 anos, contou como a experiência foi enriquecedora para a sua formação pessoal e acadêmica. “Eu achei muito interessante a exposição, porque vendo as obras, eu consegui ver os detalhes, como ele fazia e o gosto que ele tinha em produzir as obras. Sobre o passeio histórico, deu para ver na prática como as coisas aconteceram, imaginar como foi. Gosto muito de conhecer museus, ver como a história do Brasil começou, como também conhecer novos artistas”, comemorou a estudante.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *