“Arraiá da Alegria” movimenta Centro do Idoso de Barra Mansa
4 de julho de 2019
Ótica Municipal entrega mais de 900 óculos mensalmente
4 de julho de 2019

CCZ realiza segunda etapa da campanha de vacinação antirrábica em Resende

Serão contempladas as seguintes localidades: Jardim do Sol, Baixada São Januário, São Caetano, Paraíso, Morro do Cruzeiro, Castelo Branco, Cabral e Alambari

A Prefeitura de Resende, por meio do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), realizará a segunda etapa da Campanha de Vacinação Antirrábica Animal 2019, neste sábado, dia 6, na zona urbana. Dos 45 postos de vacinação previstos em toda a cidade, o CCZ definiu o cronograma das localidades para serem atendidas nas duas primeiras etapas, nas zonas rural e urbana. Neste sábado, serão contempladas as seguintes localidades: Jardim do Sol, Baixada São Januário, São Caetano, Paraíso, Morro do Cruzeiro, Castelo Branco, Cabral e Alambari. Todos os locais terão postos fixos, exceto na Baixada São Januário, onde haverá busca ativa nas propriedades, ou seja, a equipe fará visitas à procura de animais que estejam dentro dos requisitos para tomar a vacina.

Até agora, o CCZ contabilizou 4.157 cães e gatos imunizados contra a raiva. A primeira etapa da campanha foi promovida a partir do dia 13 de março. No primeiro dia, as equipes estiveram na Estrada do Clube Náutico e na Comunidade Terra Livre. No dia 23 de março, os postos volantes vacinaram os animais na Serrinha do Alambari e na Capelinha. No dia 27, foi a vez da Estrada da Limeira. Na zona rural, as vacinas foram aplicadas por meio de busca ativa, entre 9h e 15h. Já na Caminhada do Amicão, realizada no dia 16 de junho, iniciativa da TV Rio Sul com o apoio da Prefeitura, o CCZ aplicou doses únicas da vacina contra a raiva em 658 animais.

Neste dia 6, a equipe do Centro de Controle de Zoonoses atenderá entre 9h e 12h, com posto volante na Rua Netuno, no bairro Jardim do Sol. Depois, os agentes seguirão para a busca ativa na Baixada São Januário, onde atuarão de 13h às 16h. Nos demais bairros, entre 9h e 16h, a vacinação acontecerá nos seguintes pontos fixos: Cras (Centro de Referência de Assistência Social) Paraíso; e USFs (Unidades de Saúde da Família) São Caetano (Rua Vinícius de Moraes), Morro do Cruzeiro (Rua Santa Rosa) e Cabral Velho (Rua 18). O posto do Morro do Cruzeiro também atenderá os animais do Castelo Branco, bem como a unidade do Cabral servirá para o bairro Alambari.

Segundo o coordenador do CCZ, Rodrigo Campos Teixeira, no ano passado foram imunizados 12.151 cães e 1.684 gatos. Atualmente, o município possui mais de 12,6 mil cães, enquanto a população felina é de aproximadamente 2,5 mil. Este ano, a estimativa aproximada de vacinação para a população canina é 12,5 mil e, para felina, 2,4 mil. O coordenador informou quais são as restrições para o período de imunização, além de outras orientações.

— A campanha é voltada para cães e gatos com mais de quatro meses de idade. Todos os animais devem ser levados aos postos de vacinação, inclusive, aqueles que receberam a dose no ano passado, visto que a vacina tem validade de um ano. O condutor do animal deve ser maior de 18 anos de idade e estar munido com o documento de identidade. Já na Baixada São Januário, terá busca ativa pelos animais que devem ser imunizados. Não estão aptos para a imunização: as fêmeas prenhas ou que estejam amamentando; e os animais que apresentem alguma enfermidade ou em tratamento com medicamentos anti-inflamatórios ou antibióticos – alertou, frisando que a campanha é de extrema importância para a saúde pública.

Rodrigo Campos Teixeira lembrou que a raiva é uma doença infecciosa viral aguda, que acomete mamíferos, inclusive o homem, e caracteriza-se como uma encefalite com letalidade de aproximadamente 100%.

Para evitar transtornos nos arredores dos postos, de acordo com recomendações do CCZ, os animais devem ser devidamente conduzidos com guias e coleiras correspondentes aos seus portes. Os animais mais ferozes devem ser levados com focinheiras. Já os gatos devem ser transportados em caixas ou gaiolas, visando coibir fugas e ataques de outros animais.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *