Policiais prendem suspeito com arma e munições
23 de janeiro de 2021
Carro desce de ré e deixa motorista ferido
23 de janeiro de 2021

Idosa de 106 anos morre em Amparo, Barra Mansa

A idosa Ana Celestina Matos Gama, que completou 106 anos no último dia 9, morreu neste sábado (23), após 14 dias de seu aniversário. As causas do falecimento não foram informadas.

Católica fervorosa e devota de Nossa Senhora Aparecida, a família tinha o costuma de celebrar os aniversários da dona Celestina com uma missa na Igreja Nossa Senhora do Amparo, em Barra Mansa, distrito onde viveu desde o seu nascimento.

No documento de identidade a data de nascimento é 9 de setembro de 1915, mas a produtora rural aposentada Ana Celestina de Matos Gama nasceu bem antes: foi em 9 de janeiro daquele ano do século passado. Antigamente era comum moradores das zonas rurais registrarem os filhos muitos dias ou até meses depois do nascimento. Era preciso se deslocar até os cartórios das cidades, num tempo em que não havia as facilidades de hoje. Isso explica a diferença entre a data real do nascimento e o registro em cartório, caso de dona Ana, que, aos 16 anos, se casou em Quatis com José Rodrigues da Gama Sobrinho – falecido em 1987. Detalhe: a então adolescente Ana seguiu à cavalo para a igreja.

Foi com José que ela teve 18 filhos, além de um adotado. Oito – além do filho de criação – já faleceram. A prole rendeu à matriarca nada menos que 68 netos, 72 bisnetos e 32 tataranetos. A casa de dona Ana fica num sítio no distrito barramansense, onde, além de uma cuidadora, recebe a atenção dos dois filhos mais próximos, como Hamilton, de 63 anos. Outros se revezam nos finais de semana, Ali estão guardados, em registros fotográficos, momentos especiais para dona Ana, como a celebração dos 50 anos de seu casamento, também na igreja do distrito, e o aniversário de 100 anos. Informa Cidade/Foco Regional

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *