Morre o sindicalista Mário Gomes
4 de abril de 2020
Artesãs de Barra Mansa confeccionam máscaras para doação
4 de abril de 2020

Policlínica poderá ser transformada em hospital com 40 leitos em Resende

Secretaria Municipal de Saúde segue com trabalhos de adequação da rede para tratar casos da Covid-19

A prefeitura de Resende, através da Secretaria Municipal de Saúde, segue em busca de alternativas que permitam ampliar o número de leitos hospitalares disponíveis na rede pública de saúde da cidade. Nesta segunda-feira, dia 30, o prefeito Diogo Balieiro Diniz e o secretário Alexandre Vieira visitaram a Unidade de Saúde da Cidade Alegria, que poderá ser transformada em um hospital com 40 leitos. A unidade está em fase final de obras, que estão aceleradas para serem concluídas mais rapidamente.

Outro ponto visitado pelo prefeito e pelo secretário foi o CEO (Centro de Especialidades Odontológicas) e a base avançada SAMU, que também estão sendo preparadas para ajudar em caso de necessidade diante da pandemia do coronavírus.  “A prioridade da Prefeitura é entregar as obras dessas unidades e deixar os locais prontos para atendimentos, porque não sabemos como vai ser o andamento dos casos da Covid-19 aqui em Resende e estamos acompanhando o aumento da doença em todo o Brasil”, disse o prefeito.

O objetivo dos gestores é fazer com que os atendimentos tidos como normais dentro da rede de saúde, como aqueles feitos antes da pandemia, sejam minimamente impactados em caso do aumento do número de casos em Resende. “O principal objetivo é tentar fazer com que a rotina de atendimentos seja impactada de forma mínima, porque as pessoas vão continuar apresentando outras doenças e precisando dos serviços da rede”, destacou o prefeito.

Nesse mesmo sentido, a Prefeitura já concluiu um novo Centro de Triagem exclusivo no Hospital de Emergência para casos suspeitos de Coronavírus. A área fica montada na parte externa da unidade, com ventilação, bebedouros e local para higienização. Também no Hospital de Emergência, a Secretaria de Saúde conseguiu liberar o Pronto-Socorro para fazer atendimentos. O espaço estava em obras, que foram concluídas em um esforço para agilizar os atendimentos no período de pandemia.  O hospital, aliás, ganhou um novo sistema de vácuo, tornando o atendimento aos casos de casos de síndromes respiratórias agudas (típicas da Covid-19) mais eficaz e ágil. A prefeitura vai ainda promovera entrega do Posto de Saúde do bairro Paraíso e a antecipação das obras da sala de tomografia da Santa Casa.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *