‘Fiscaliza VR’ atende mais de 22 mil ocorrências em um ano
14 de fevereiro de 2020
Pinheiral vai receber R$2 milhões em emendas destinadas pelo Deputado Antonio Furtado
15 de fevereiro de 2020

‘Fiscaliza VR’ atende mais de 22 mil ocorrências em um ano

Aplicativo permite que a população apresente suas demandas e acompanhe o andamento das providências

O ‘Fiscaliza VR’, utilizado pela Prefeitura de Volta Redonda para aproximar o Poder Público da população e identificar as necessidades mais urgentes do município, está completando um ano.  Nesse período, foram atendidas 22.056 ocorrências, principalmente de iluminação pública, que representa quase um quarto (24,6%) das demandas, poda e retirada de árvores (6,8%) e capina e roçada (4%). Pelo último levantamento, cerca de 13.716 voltarredondenses já haviam baixado o aplicativo e se cadastrado.

Após o cadastro, o usuário só precisa tirar uma foto da demanda que ele identificou e usar o aplicativo para encaminhá-la à prefeitura. Ele poderá, depois, acompanhar o andamento de sua solicitação, e saber quando e como será atendida. De acordo com Isabela Britto, diretora de Modernização e Inovação da Secretaria Municipal de Planejamento, Transparência e Modernização da Gestão (Seplag), o aplicativo aproxima o cidadão da administração, fazendo com que milhares de olhos fiquem atentos ao que ocorre na cidade.

“O aplicativo estabelece um diálogo transparente com o cidadão. Além de informar sobre um problema, o voltarredondense acompanha o que é feito. Pelo lado do poder público, esse instrumento é de grande auxílio na identificação de necessidades planejamento de ações”, afirma Isabela.

Até o momento, os bairros que mais registraram ocorrências no Fiscaliza VR foram Retiro, Água Limpa, Santo Agostinho, Vila Santa Cecília e Conforto. No total, foram registradas 32.191 ocorrências, das quais 22.056 foram atendidas, 9.112 estão em atendimento e 1.023 foram recusadas, por se tratar de assunto que escapa à área de atuação da prefeitura.

Como funciona

Ao acessar o aplicativo, que pode ser baixado nas lojas de aplicativos para Android ou IOs ou através do site www.voltaredonda.rj.gov.br/fiscalizavr, o cidadão poderá registrar sua manifestação como anônimo ou se cadastrando no sistema. Em seguida, poderá escolher a subcategoria relativa ao problema.

As categorias são: Água e Esgoto (alagamentos, bueiros, falta de água, etc.); Iluminação e Energia (Fiação irregular, postes/cabos, etc.); Infraestrutura Urbana (buraco na via, semáforo, sinalização, etc.); Irregularidade (poluição sonora, ocupação irregular, etc.); Limpeza e Conservação (mato alto, coleta seletiva de lixo, manutenção de praças, limpeza de rua, etc.); Meio Ambiente (maus tratos a animais, poda e retirada de árvores, queimada irregular, poluição de rios e lagos, etc.); Pedestres e Ciclistas (acessibilidade, bicicletário, passarela, etc.), Saúde (saúde pública, vigilância sanitária, foco de dengue, fumacê, etc.); Ouvidoria Municipal (denuncia, reclamação, elogio, etc.); Serviços Públicos (“Minha Casa, Minha Vida”, escolas, Aldeia Digital, atendimento turístico, esporte, assistência social, etc.); Transporte Público (ônibus danificado, horário de ônibus, etc.); Urbanismo (imóvel abandonado, equipamento público danificado, etc.).

O cidadão irá descrever o problema, indicar o bairro da ocorrência e ponto de referência. Ele também poderá, caso queira, anexar uma foto da ocorrência. A manifestação será recebida pela CAU e enviada para a secretaria responsável, que irá informar ao usuário toda vez que houver alguma ação movida para resolução do problema. O prazo de resposta será de até 48h para todas as manifestações, para que elas sejam pelo menos respondidas ao cidadão quanto ao seu andamento e sobre os próximos passos para que ela seja atendida.

Tanto pelo aplicativo quanto pelo site, o cidadão tem um perfil no qual pode ver todas as suas ocorrências criadas de forma individualizada, além de fazer a gerência sobre elas. O cidadão poderá ainda acompanhar registros de outras pessoas, clicando no ícone Apoiar, no formato de uma mão indicando sinal positivo. Em cada registro, é exibido o número do protocolo, a data de abertura e o tipo da solicitação, a quantidade de visualizações e de pessoas que estão acompanhando o registro, além de foto do problema quando for disponibilizada pelo cidadão. O cidadão irá receber notificação no celular e por e-mail toda vez que a demanda dele tiver uma movimentação. Ele também receberá uma ligação da CAU (Central de Atendimento Único) pedindo a avaliação do serviço prestado.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *